May 212011
 

El Agujero de Stefan MitroiÎn toamna anului 2004, am facut o calatorie, cu autocarul, de la Lisabona la Santiago de Compostela. Am obiceiul ca, ori de cate ori calatoresc, sa-mi iau cu mine o carte pentru a rezista monotoniei, orelor moarte si insomniilor hoteliere. Am ales atunci GAURA. APA VIE, APA MOARTA, al doilea roman al lui Stefan Mitroi, si care aparuse la Bucuresti în urma cu cateva luni. Marturisesc ca nu mi se întampla des ca, atunci cand încep o lectura, sa nu mai pot lasa cartea din mana pana nu ajung la capat. Este confirmarea suprema, pentru mine, fara a-mi purta gandurile prin alambicate retorte analitice, ca acea carte este o carte buna. Seductia a dainuit mult timp si m-am pomenit traducand-o în portugheza, fara sa-mi var nasul în verdictele criticii. Si iata ca acum, în anul 2011, GAURA apare si pe piata literara spaniola. Nu stiu sa va explic, în chip satisfacator, de ce unele carti încep, prin vointe umane conjugate, sa calatoreasca.

 

May 212011
 

Onik SahakianA 4 de Dezembro de 1936, nasceu na capital do então Império Persa, Onik Sahakian. Filho de uma família de origem russo-arménia que se refugiara em Teerão após a revolução bolchevista, desde cedo revelou uma clara aptidão para as acividades artísticas. Aos sete anos já concebia e construía os seus brinquedos e por essa idade teve início a sua educação artística na área da música e dança,

May 212011
 

Onik Sahakianpor Álvaro Lobato de Faria

Director Coordenador

MAC – Movimento Arte Contemporânea

 

A obra de ONIK transporta um sentido. Este sentido é o próprio movimento da energia, núcleo central da vida. A união entre o positivo e o negativo, entre o homem e o animal, entre a noite e o dia, a mulher, a água, as estrelas, metamorfoses de luz brilhando na noite.

O espanto do não saber, conjugado com o conhecimento da realidade friamente rasgada, para deixar passar o espírito dos seres e dos objectos, cujos valores são atributo do conhecimento dos deuses.

ONIK lança como que uma escada entre os mundos do real e do irreal, palmilhando a estrada dos homens, onde caminhos perdidos, enfrentam uma beleza intraduzivel. Em “Time for wine and roses” verificamos uma vez mais que ONIK utiliza habilmente as suas imagens visionárias.

 

Feb 202010
 

 

FELIZ AVENTUREIRO (Início do cap.1)


Alberto Cedron

Novela biográfica sobre Alberto Cedrón da escritora brasileira GIZELDA MORAIS onde a autora reinventa a vida aventureira do artista, através das suas viagens pelo mundo, dos seus amores e dificuldades. FELIZ AVENTURERO (2001) – Premio Especial do Jurado, União Brasileira dos Escritores, 2002.